Altran Portugal apresenta centro colaborativo Vortex para aceleração de sistemas ciber-físicos e cibersegurança

Publicado a: 28 Março, 2019

Categoria: Notícias

Visualizações: 161

Tags: , ,

A Altran, líder global em Engenharia e Serviços de Investigação e Desenvolvimento, acaba de apresentar o VORTEX, um Centro de aceleração e transferência de tecnologia de sistemas ciber-físicos e cibersegurança em Portugal, que pretende afirmar-se como uma referência europeia no mercado dos serviços de conceção de novos dispositivos.

Liderado pela Altran Portugal, em associação com a Universidade Nova de Lisboa (UNL), através do NOVALincs, com o Intituto Politécnico do Porto/Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP/IPP) através do CISTER, com Instituto de Engenharia de Sistemas e Computadores- Tecnologia e Ciência (INESC TEC) através do HASLab e a plataforma de inovação Beta-i, o VORTEX pretende criar um ecossistema colaborativo entre centros de investigação, startups e líderes industriais que explorem as tendências tecnológicas emergentes e as apliquem no desenvolvimento de novos produtos que respondam aos novos desafios dos mercados.

No evento de lançamento estiveram presentes o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, Cyril Roger, Vice-Presidente do Grupo Altran, Célia Reis, CEO da Altran Portugal e Rodrigo Maia, CTO da Altran Portugal e Director Executivo do VORTEX, que salientaram os benefícios deste iniciativa, pela cocriação e transferência de tecnologias de laboratórios de investigação para parceiros da indústria.

Rodrigo Maia, CTO da Altran Portugal e Director Executivo do VORTEX, refere: O Vortex permitirá antecipar tendências das tecnologias do futuro, trazendo para o mesmo centro as unidades de investigação e os fabricantes europeus, impulsionando assim uma efetiva transferência de conhecimento e cocriação de novos produtos nos setores de Automóvel, Aeroespacial, Telecomunicações, Dispositivos Médicos e Energia. A iniciativa irá arrancar nas instalações da Altran Portugal e, ao longo de 2019, terá um espaço próprio perto do nosso pólo tecnológico em Gaia. Para já, o projeto arranca com uma equipa de 10 colaboradores que saem dos diferentes parceiros e iremos contratar até 2022, mais 35 recursos altamente qualificados, maioritariamente Mestres de Doutorados.”

Para o Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, o VORTEX “representa criar emprego com transformação digital, através de um novo tipo de instituições que vêm estimular a partilha de risco entre os sectores público e privado em investir no conhecimento e na co criação de emprego.”

Antecipar as tecnologias do futuro

O VORTEX, irá investir em programas anuais de aceleração, focados em elevar o nível de maturidade tecnológica de novos resultados de investigação que saem dos parceiros científicos, e que demonstrem a sua aplicabilidade em novos produtos industriais. A Altran, por seu lado, fará a aproximação inicial dos seus clientes a esta nova, e disruptiva capacidade de cocriação industrial, fomentando e promovendo a venda de serviços de cocriação e coconcepção no domínio dos sistemas cíber-físicos e da cibersegurança aos seus clientes.

Partilhe este artigo:
Share on Facebook
Facebook
0Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *