As aplicações do Big Data

Publicado a: 28 Março, 2022

Categoria: Tecnologia

Visualizações: 345

Tags: , ,

Quanto maior o negócio, mais dados ele precisa armazenar. Graças à tecnologia de Big Data, é possível fazer esse armazenamento de forma cada vez mais eficiente.

O Big Data nasceu nas décadas de 1960 e 1970, quando os primeiros bancos de dados foram criados nos Estados Unidos.

Essa tecnologia se tornou mais acessível nos anos 2000, quando plataformas como YouTube e Facebook começaram a adotá-la.

Sua principal aplicação é coletar, armazenar, interpretar e combinar grandes volumes de dados.

Como resultado, as empresas podem entender melhor seus clientes e podem até prever oportunidades de negócios.

Continue lendo para conhecer as funções, benefícios, aplicações e muito mais a respeito do Big Data.

O que é Big Data?

É o conjunto de todas as informações contidas nos bancos de dados de servidores e empresas, acessíveis e interligadas. Ou seja, está disponível na web e pode ser visualizado remotamente.

O Youtube é um exemplo de Big Data: ele disponibiliza alguns vídeos contidos em um banco de dados acessível ao usuário.

Outro exemplo é a Wikipedia, com textos disponíveis em bases de dados para consulta online.

No entanto, Big Data não é apenas sobre bancos de dados e informações online.

Big Data é qualquer dado que possa ser coletado sobre uma empresa ou tópico. Uma coleção de informações de fontes tradicionais e digitais dentro e fora de sua empresa, representando um canal de descoberta e análise contínuas.

Embora a mídia digital reine suprema quando o assunto é acúmulo de dados, grandes empresas não devem desvalorizar dados como:

  • Compra e venda;
  • Registros financeiros;
  • Canais interativos não-digitais;
  • Ligações telefônicas.

Tudo isso pode ser fonte de dados para ajudar o marketing do seu negócio a crescer.

Saiba quais são as aplicações do Big Data

Atualmente, o que torna o Big Data tão bem-sucedido é sua aplicação em diversos contextos.

Podemos ver o uso da análise de Big Data para diferentes finalidades, muitas das quais estão relacionadas à geração de melhores resultados de lucro no negócio. A seguir, detalhamos algumas aplicações específicas do Big Data.

Comportamento do usuário

O comportamento do usuário pode ser rastreado e coletado usando Big Data. As equipes podem organizar dados em documentos para visualização e compartilhamento.

Com base no histórico de compras, interações e sessões de atendimento, por exemplo, o sistema prevê a probabilidade de um cliente solicitar o cancelamento dos serviços contratados.

No marketing, o Big Data alimenta a análise preditiva, que visa prever como os clientes reagirão a determinadas táticas.

Identificação de fraudes

Com uma ampla variedade de dados sobre a atividade financeira e a probabilidade de fraude, é possível detectar riscos e preveni-los de forma proativa.

Portanto, qualquer indício de atividade fraudulenta deve alertar a empresa, que pode tomar medidas preventivas.

Sistemas de recomendação

Outro uso de Big Data relacionado ao varejo ou marketing se vê nos sistemas de recomendação.

Neste caso, são recolhidos vários dados sobre os visitantes para fazer recomendações a pessoas semelhantes.

Um sistema analítico chega a indicar probabilisticamente algo para alguém, seja um produto ou um filme para assistir.

Otimização de preços

Há, também, o uso de sistemas de processamento e análise de dados para obter uma otimização dinâmica de preços.

Assim, em vez de apenas definir valores estáticos, o sistema pode analisar questões competitivas, preferências do usuário, histórico socioeconômico e outras variáveis ​​para modificar preços, se necessário. 

Por que adotar Big Data?

Com tantas possibilidades que a estratégia proporciona, tornando o negócio melhor, implementá-la se mostra uma excelente solução. Confira mais detalhadamente os benefícios de contar com o big data nos tópicos a seguir.

Experiência de compra personalizada

As experiências de compras são cada vez mais apreciadas pelo público, principalmente quando se fala em personalização.

Apesar de não ser novidade, muita gente ainda não sabe o que fazer para customizá-la para cada cliente.

Ao proporcionar o entendimento das necessidades, desejos e preferências das pessoas, o uso de Big Data no marketing ajuda muito.

Ir além de dados históricos, análise de histórico de compras e outras variáveis ​​relevantes permite personalizar a experiência do consumidor cada vez mais, agregando valor.

Mensuração da satisfação do cliente

Um dos maiores desafios das empresas é medir a satisfação do cliente em métricas relacionadas aos mais diversos aspectos, como atendimento, qualidade do produto, pagamento, etc.

Isso ocorre porque, geralmente, há uma grande barreira para que as pessoas participem de pesquisas que não oferecem nenhum benefício.

Logo, é preciso uma estratégia capaz de analisar dados de diferentes fontes e interpretar a linguagem humana nas interações de redes sociais, canais de vendas e muito mais.

Só assim é possível obter as informações desejadas sem perguntar diretamente. 

Menos riscos

Como você terá dados mais precisos para tomar decisões, o risco de falha da estratégia é reduzido.

No passado, as ações de uma empresa eram baseadas nas intuições de gestores e líderes, ou mesmo  em pesquisas de mercado muito limitadas em termos de número de participantes.

Com o Big Data você terá muita informação disponível na Internet e em seus sistemas de vendas e gestão.

Dessa forma, pode reconhecer rapidamente as flutuações na oferta e na demanda, evitando atrasos entre a ação de marketing e as necessidades do consumidor.

Como aplicar o Big Data na minha empresa?

O Big Data pode ser aplicado em diferentes áreas de negócios. Imagine que os dados do cliente tenham de ser transferidos do departamento de marketing para o departamento financeiro.

No marketing, a tecnologia é importante para organizar todos os dados pessoais dos clientes. Esses dados são usados ​​para estruturar estratégias, como publicidade no Google Ads.

O Big Data também é útil para o controle de qualidade da empresa. As informações sobre o processo de fabricação atestam a qualidade ou os defeitos do produto. Cabe à equipe trabalhar na correção de quaisquer falhas.

O controle financeiro é outra área que cresce com o uso dessa tecnologia. A partir do controle centralizado das informações de vendas, faturas e pagamentos, seu negócio ficará mais eficiente e seguro.

Os 5 Vs do Big Data

Atualmente, podemos dividir o Big Data em 5 Vs, que formam a base para a implementação deste conceito em qualquer negócio: Volume, Velocidade, Variedade, Variabilidade e Vínculo.

Explicaremos detalhadamente cada tipo abaixo.

  1. Volume

É o ponto de partida para entender o Big Data como um todo. 2,5 quintilhões de dados são gerados diariamente, um volume impressionante de informações das mais diversas fontes.

Monitoramento de leads e clientes, mídias sociais, interações em sites e blogs, histórico de compras, cliques e muito mais. O volume de informações afeta dois pontos principais: armazenamento e análise.

Com a expansão diária dos servidores, fica muito mais fácil armazenar esses dados, principalmente com a compactação dos arquivos e a possibilidade de disponibilizá-los na nuvem.

A análise está se tornando cada vez mais simples, principalmente com o uso de ferramentas projetadas para Big Data.

  1. Velocidade ​​

Os dados são transferidos, armazenados e baixados na velocidade da luz. E não estamos falando da velocidade da sua conexão com a Internet, mas da rapidez com que esse conteúdo é processado, atualizado e adicionado.

Cada vez mais fontes de dados estão disponíveis, tornando essencial a gestão rápida e segura dessas informações em tempo real.

  1. Variedade

Os dados estão disponíveis em todas as formas, cores e tamanhos. Podem ser planilhas, dados estruturados ou simplesmente documentos de texto, vídeo e imagem.

É importante conhecer as variedades que existem e como analisar e armazenar cada uma.

  1. Variabilidade

A velocidade e a variedade de dados continuam a crescer, mas, além disso, esses fatores mudam e não são necessariamente consistentes.

Imagine a frequência com que as mídias sociais geram dados todos os dias. Elas são totalmente dependentes das ações do usuário.

A ideia de variabilidade também pode ser aplicada a dados diários, sazonais e eventos que geram grandes quantidades de informação.

  1. Vínculo

Com um volume de dados extenso, você pode perder o controle de tudo quando realmente precisar.

Um dos principais motivos para isso é a dificuldade de conectar e transferir informações entre diferentes plataformas.

Portanto, é necessário conectar e correlacionar elementos, criar uma hierarquia e ligações múltiplas para dados – em outras palavras, criar vínculos entre eles.

Como mensurar os resultados?

Certamente você já percebeu que precisa analisar o Big Data para crescer. Para isso, existe o Big Data Analytics.

Diz respeito às estratégias e insights sobre as tendências do mercado com relação ao comportamento e expectativas do consumidor. Saiba mais agora.

Identifique padrões

Definir seu padrão de público te ajuda a desenvolver a persona, usuários que se comportam como tal e se tornam clientes lhe dão informações sobre quais ações tomar para atrair mais pessoas.

O remarketing é um excelente exemplo disso: ofertas enviadas após um visitante fazer certa pesquisa ou comprar certo produto.

Conheça a concorrência

Conhecer e entender o que seus concorrentes estão fazendo é essencial para o sucesso do seu negócio.

Você não precisa necessariamente atacar todos os seus concorrentes, mas o verdadeiro benefício é aprender com os erros deles.

A análise de dados é uma ótima ferramenta para encontrar os melhores caminhos a seguir, com base nas ações que seus concorrentes estão realizando e que não estão gerando os resultados esperados.

Conclusão

O uso de técnicas de Big Data garante que os funcionários tenham todos os dados na ponta dos dedos para atender os clientes com excelência.

A otimização de processos garante atendimento mais rápido, campanhas de marketing mais direcionadas e estratégias de publicidade mais personalizadas. Vantagens decisivas para o sucesso de qualquer empreendimento.

Saiba mais sobre o tema Big Data no Falando TI

Partilhe este artigo:
Share on Facebook
Facebook
0Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.