Create IT lança solução global para Cloud Solution Providers com tecnologia 100% portuguesa no mercado brasileiro

Publicado a: 22 Outubro, 2020

Categoria: Notícias

Visualizações: 82

CloudCockpit tem ajudado os CSPs a crescer a 3 dígitos a sua faturação Microsoft. Depois de conquistar clientes em países como Dinamarca, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Noruega, Portugal e Suécia, segue-se agora o mercado brasileiro. Versões em francês e alemão previstas para breve.

A Create IT, empresa portuguesa focada no desenvolvimento de sistemas multiplataforma críticos e de suporte ao negócio, acaba de lançar a sua solução CloudCockpit no mercado brasileiro. Um produto SaaS (Software as a Service) que simplifica a gestão e a monitorização do negócio dos Cloud Solution Providers (CSPs) em todo o mundo, com tecnologia 100% portuguesa. O objetivo é ajudar os clientes a crescer a 3 dígitos a sua faturação Microsoft. Até final de 2021, a tecnológica nacional quer reforçar a sua presença nos mercados europeu e americano, apontando a um crescimento global de 20% no volume de negócios.

“O CloudCockpit serve já clientes em 23 geografias, sendo que existe mais de um milhar de empresas que comercializam soluções Cloud da Microsoft em modelo CSP que utilizam o produto de forma regular”, explica Nuno Guerra, CEO da Create IT.

A presença do CloudCockpit é maioritariamente no mercado europeu, nomeadamente em países como a Dinamarca, Finlândia, França, Holanda, Irlanda, Noruega, Portugal e Suécia, entrando agora no mercado brasileiro. Para tal, foi criada uma versão do produto em português do Brasil, que veio juntar-se às já existentes em português e inglês. Para breve, estão ainda previstas versões em alemão e francês.

“Dado o feedback constante que recebemos por parte dos nossos clientes, foi fácil aferir que uma das funcionalidades mais vantajosas e diferenciadoras do produto passa pelas suas capacidades de self-service, o que vem reduzir em larga escala a quantidade de tempo necessário para gerir o aprovisionamento de licenças e o controlo de custos. Podem assim focar-se em atividades de crescimento de negócio e não só na manutenção do mesmo”, revela o CEO.

As capacidades de self-service do CloudCockpit também permitem aos clientes finais consultar o seu histórico de gastos e informação financeira (reconciliação) de forma independente, bem como aceder a relatórios e analíticas sobre o seu próprio negócio, ajudando na tomada de decisão e sabendo exatamente o total de custos para cada subscrição adquirida.
O CloudCockpit permite aos parceiros descarregar diretamente do portal (ou integrar automaticamente através de APIs) toda a reconciliação para um dado mês de faturação. Gera automaticamente a reconciliação para os clientes e respetivas subscrições, aplicando margens de lucro, descontos, preços especiais ou outras opções definidas pelo CSP, permitindo assim obter a informação relativa à reconciliação, bem como outros detalhes de faturação num único documento, de forma rápida, simples e eficaz.

“Aquando do início do negócio de CSP (Cloud Solution Providers) por parte da Microsoft, fomos contratados para apoiar um conjunto de distribuidores e outros parceiros para agilizar a integração dos seus sistemas com as APIs que a Microsoft tinha lançado para suportar este negócio. Na sequência da deteção de um conjunto de necessidades comuns por parte dos parceiros, decidimos desenvolver um produto SaaS que permitisse aos parceiros manterem o foco no desenvolvimento do negócio, libertando-se de preocupações na gestão das integrações com a Microsoft, bem como na simplificação da gestão da operação da sua relação com a rede de revendedores e/ou de clientes”, conclui Nuno Guerra.

Veja aqui mais notícias do Falando TI.

Partilhe este artigo:
Share on Facebook
Facebook
0Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *