Grupo Tangível contrata 50 profissionais e aposta na internacionalização em 2022

Publicado a: 23 Março, 2022

Categoria: Notícias

Visualizações: 814

Tags: , , , ,

Taxa de crescimento superior a 100% motiva aposta nos mercados angolano, britânico e norte-americano. Novo escritório no Porto visa maior aproximação a clientes e reforça o conceito de trabalho colaborativo.

O Grupo Tangível vai contratar mais de 50 novos colaboradores até final do ano nas áreas de UX/UI Design, Service Design e Front-end Development. O grupo que lidera a área de experiência do utilizador em Portugal vai também contratar alguns cargos de direção para ajudar a suportar as taxas de crescimento superiores a 100% que apresentou em 2021. Para 2022, está prevista uma taxa de crescimento do Grupo superior a 50%.

“O Grupo Tangível está a progredir muito bem e toda a área da experiência do utilizador é uma necessidade que está em enorme crescimento pelo mundo todo. Para suportar esse crescimento, abrimos recentemente um escritório no Porto, para além dos que já tínhamos em Lisboa e Coimbra.”, explica André Carvalho, co-CEO do Grupo Tangível.

Além de aumentar a proximidade com os clientes, os escritórios do Grupo Tangível têm implementado um conceito de co-work, onde a inovação e a criatividade são estimulados por via do diálogo e da interação com outras pessoas que trabalham na mesma área, sempre garantindo o sigilo a que os projetos estão sujeitos.

O foco do Grupo Tangível em 2022 vai ser a internacionalização. “Os nossos serviços estão em grande procura nos mercados europeu, africano e norte-americano. Já trabalhamos com alguma regularidade para o mercado angolano. Estamos a trabalhar nos canais digitais da maior operadora de telecomunicações angolana, a Unitel”, desvenda André Carvalho.

“Por outro lado, com o advento do trabalho remoto como norma, Portugal ficou também a ganhar. Isto porque a qualidade dos profissionais, a apetência para línguas, e o custo/qualidade competitivo fazem com que os nossos colaboradores tenham muita procura, sobretudo em mercados como o do Benelux e Reino Unido”, aponta.

“Temos pessoas que trabalham a partir de algumas localizações do Brasil e, recentemente, começámos também a sentir alguma procura do mercado norte-americano”, acrescenta José Campos, co-CEO do Grupo Tangível.

O mercado da Administração Pública será outra das apostas do Grupo, nomeadamente em projetos de transformação digital em que o Estado está a apostar bastante na experiência de utilização.

“Estamos a conversar com algumas entidades públicas que estão a dedicar, de forma consciente e muito bem pensada, orçamento para melhorar de forma significativa a oferta de serviços fáceis de usar para os cidadãos e para as empresas”, revela o co-CEO do Grupo Tangível.

Conheça todas as notícias do Falando TI

Partilhe este artigo:
Share on Facebook
Facebook
0Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.