Invillia abre escritório no Reino Unido e quer recrutar mais de 200 talentos para projetos de inovação digital

Publicado a: 18 Fevereiro, 2020

Categoria: Notícias

Visualizações: 190

Tags: , ,

Depois de em 2019 ter aberto o hub em Lisboa como sede na Europa a Invillia, multinacional brasileira inaugura este mês o seu escritório no Reino Unido e traz novas oportunidades para profissionais qualificados. Até final do ano, a Invillia espera recrutar mais de 200 colaboradores no seu modelo “Best Minds, Best Where” (as melhores mentes, independentemente da sua localização física) e atingir o marco dos €30 milhões de volume de negócios global. EUA será próximo investimento na pegada internacional e a expectativa é continuar a duplicar a dimensão da empresa a cada 2 anos.

A Invillia, framework que conecta e desenvolve equipas customizadas de inovação que aceleram o crescimento digital das empresas, anuncia a sua chegada a Londres em pleno período de formalização do Brexit. O objectivo é ajudar a resolver o problema da falta de recursos especializados e apoiar os game-changers da região no exigente momento da escala.

Esta expansão representa também novas oportunidades para os talentos portugueses integrarem projetos disruptivos e evoluírem na rede Invillia, onde quer que vivam. No total a empresa prevê recrutar 200 profissionais até final do ano a nível global, tendo já vagas em aberto para perfis como Technical Manager, Developer, Agile Leader, Especialista Java, Analista de Segurança, Administrador de Dados e Designer. As candidaturas podem ser efetuadas em https://jobs.kenoby.com/invillia.

Para Renato Bolzan, CEO da Invillia, “Todas as cidades escolhidas pela Invillia estão consolidadas mundialmente no cenário de atração de talentos, investimentos e game-changers. É o caso de Lisboa e de Londres, que vivem um momento de grande concentração de digital innovators, com fortes metas de crescimento, elevada procura por tecnologia e entregas complexas. É neste ecossistema de desafios que a Invillia gosta de atuar a acrescenta mais valor”, explica Renato Bolzan.

De facto, a Global Growth Framework da Invillia surge para aumentar de forma única e rápida o poder de crescimento das empresas, dando-lhes acesso às equipas multidisciplinares e personalizadas que precisam para idealizarem e construírem sem limites produtos e serviços digitais – plenamente conectadas à sua cultura, valores e metas, independentemente da localização física de cada talento.

“Não é por acaso que a nossa forma de parceria, muito próxima e de elevado compromisso, tem sido um sucesso entre as empresas mais inovadoras da América Latina, como o C6 Bank, PagSeguro, UOL, iFood e 99app. Na Europa começámos com as fintechs Unitrust e Findata, expandimos para a Flaner, expert em tecnologia AI, que agora pertence à Gympass, e atuamos com a Solaria Labs, da Liberty Insurance. Agora é a vez de Londres, onde abrimos escritório em Convent Garden já com o primeiro cliente, a LetClinic”, salienta Renato Bolzan.

O objetivo é que os vários hubs operem conectados, colaborando e gerando capital intelectual e tecnológico em que todos os clientes são convidados a participar, interagir e aproveitar as diversas possibilidades e oportunidades.

De acordo com Renato Bolzan, “O ciclo de expansão digital é complexo, cruel e similar em todo o lado. Os players que procuram crescer, mantendo a tríade – inovação, qualidade e pessoas – tinham até agora poucas alternativas. Modelos ultrapassados que trazem mais problemas que vantagens. A Invillia é a contramão disso. Entra no DNA do cliente de maneira profunda, acrescentando a sua visão estratégica e tecnológica com base na experiência de trabalhar com quem está a inovar nos mercados mais difíceis do mundo. Além disso, a nossa oferta de valor será bastante competitiva. Queremos que as empresas experimentem e se apaixonem pelo que fazemos. Temos clientes que atendemos há mais de 16 anos e que continuam a revolucionar o mercado. Pretendemos construir relações assim também na Europa.”

Para tal, a Invillia tem um modelo próprio de recrutar, conectar e qualificar talentos a que chama `BestMinds, BestWhere´. Faz uma análise ampla de cada perfil e de cada competência que vai além dos limites geográficos e que permite criar equipas globais de alta performance, capacidade de interação e personalização para cada cliente, através das ferramentas, métricas e aprendizagens da sua Global Growth Framework. A experiência em atuar desta forma salientou a importância da diversidade e respeito pelas particularidades. Por isso, em cada hub tem pessoas com conhecimento do mercado e cultura locais. Em Londres, inicia a operação com uma equipa de Business Developers & Client Experience Managers que se juntam à sua comunidade global de talentos.

“Temos quase duas décadas acumuladas em gestão e aperfeiçoamento de talentos. O que muitos chamam de futuro do trabalho, para nós é o day-by-day da Global Growth Framework. E como queremos ir sempre mais além, vamos começar a partilhar esse conhecimento pela nossa suíte de aplicações conectada ao Microsoft Teams e ao Slack, incluindo o in.station (always-in-touch teams), o in.governance (one-click people’s management), e o in.dash (real-time improvement for real engagement). Queremos que esses módulos formem uma espécie de `Best Global Place to Work´. Em breve vamos também integrar o conteúdo da Invillia Academy, a nossa universidade interna, na plataforma. A intenção é que todos os talentos tenham um acompanhamento individual e se tornem talentos globais, preparados para qualquer grande desafio”, conclui Renato Bolzan.

Em 2019, a empresa atingiu a nível global €19 milhões de faturação com 500 colaboradores e prevê crescer para €30 milhões e 700 colaboradores em 2020.

Veja aqui mais notícias do Falando TI.

Partilhe este artigo:
Share on Facebook
Facebook
0Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *