Quer ingressar na tecnologia? Veja quais são as quatro áreas iniciais que podem te levar ao setor em 2022

Publicado a: 7 Dezembro, 2021

Categoria: Notícias

Visualizações: 105

Tags: , ,

Suporte técnico, UX design, ciência de dados e inbound marketing são porta de entrada para profissionais de diferentes históricos acadêmicos e que querem ingressar na tecnologia

A alta demanda de profissionais por empresas de tecnologia vem fazendo algumas pessoas considerarem entrar na área, apostando em transições de carreira. Segundo dados da Softex, a carência no setor deve ser de mais de 408 mil postos de trabalho até 2022. O que muita gente não sabe é que é possível começar mesmo sem graduação, seja por meio de cursos especializantes ou por áreas iniciais que dão a instrução necessária para entrar no setor. Pela amplitude de campos envolvidos no mercado, há uma liberdade maior para que cada um trilhe seu próprio caminho de acordo com suas ambições, sem deixar a expectativa de altos salários de lado. 

Para quem pensa em começar a carreira na tecnologia no próximo ano, separamos quatro áreas iniciais para considerar: 

Suporte Técnico

A área de Suporte Técnico é uma das mais procuradas para quem está começando, já que sua principal função é dar assistência a usuários em relação a problemas ligados a softwares e hardwares. Por isso, qualquer empresa que presta serviço tecnológico tem alta demanda por uma equipe de suporte, pois não podem deixar de lado o impacto que a posição gera na jornada do cliente e na experiência do produto. “Há tempos que o suporte passou a ser uma área de crucial de negócios, por estar sempre lidando diretamente com as pessoas que estão atuando no dia a dia, sendo a ponte entre o desenvolvimento e os clientes finais”, explica Luciano Lopes, Head de Suporte da HostGator América Latina, multinacional de hospedagem de sites, onde 60% da empresa é composta por profissionais do setor. Além disso, a área é considerada uma das mais democráticas por oferecer um alto treinamento para quem já está dentro, atraindo pessoas com os mais diversos históricos acadêmicos e de trabalho.

UX Design

O Design também pode conversar com a tecnologia. Por meio do UX Design, profissionais apoiam o comportamento do usuário garantindo usabilidade, utilidade e conveniência na interação dele com o produto digital. Para quem já é graduado na área, uma possibilidade é começar a criar conteúdo para layouts em sites. É possível começar a aprender sobre desenvolvimento web e, com algum tempo de experiência ou certificado, já aplicar para as vagas. A realocação nesse caso é mais simples, porque já há uma base de conhecimento relevante para acessar de forma mais rápida o ramo de escolha. “O cliente não quer esperar ou ter dificuldades para encontrar o que procura. Com a adaptação ao mundo digital que precisou ser feita nos últimos dois anos, focar na experiência do usuário se tornou ainda mais importante”, explica Pedro Recchia, especialista em UX Design na Supero Outsourcing de TI, empresa que há 18 atua na área de Tecnologia da Informação.

Ciência de Dados

Como nunca se produziu tanta informação no mundo quanto hoje, não é à toa que a carreira de Ciência de Dados aparece em primeiro lugar na lista de profissões em alta demanda para os próximos anos, de acordo com o relatório Future of Jobs, do Fórum Econômico Mundial. Ela é a área que estuda a coleta, o processamento, o tratamento, a análise, a modelagem e a visualização de dados, ainda envolvendo diversos campos interconectados. “As centenas de vagas em aberto nos sites de recrutamento deixam claro que ainda existe uma lacuna a ser preenchida nesse mercado. Faltam profissionais com a preparação necessária para acessar as oportunidades, e por isso cursos especializantes na área tem potencial de abrir diversas portas”, explica Leandro Herrera, CEO e fundador da Tera, edtech de economia digital.

Inbound Marketing

A prática de Inbound Marketing pode ser traduzida como publicidade online e é bem comum de ser encontrada em empresas de tecnologia, que aproveitam ao máximo as oportunidades do digital em razão da raíz desse tipo de negócio. Por meio de blogs, podcasts, vídeos, e-Books, newsletters e outros formatos, os analistas de conteúdo procuram atrair mais clientes às empresas. Profissionais graduados em Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Letras, Administração e outros fazem parte das equipes de Inbound, já que a área integra práticas comuns de mais de um campo. Filipe Ferraz, Head de Marketing da Winker, de soluções para o mercado imobiliário, explica que a atividade é a principal estratégia de comunicação para muitas empresas, porque, através dos materiais desenvolvidos, é possível ensinar como a tecnologia soluciona desafios até então desconhecidos pelas pessoas. “Para quem quer trabalhar com Inbound, é bem importante buscar alguma certificação, que pode ser encontrada na Hubspot, Resultados Digitais e Rock Content”, finaliza Filipe.

Conheça todas as notícias do Falando TI aqui

Partilhe este artigo:
Share on Facebook
Facebook
0Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *