Startups e empresas de TI ganharam mercado durante a crise

Publicado a: 27 Maio, 2020

Categoria: Notícias

Visualizações: 96

Tags: , , , ,

Alguns setores, como os de logística e delivery apresentaram crescimento, empresas que prestam serviços para estes setores também saem ganhando. Na contra mão de modelos de negócio que estão sofrendo impactos negativos com o cenário derivado da pandemia do novo coronavírus, algumas empresas de tecnologia e startups ganharam mercado, algumas delas, inclusive, estão apresentando crescimento — algo incomum para o momento. Separamos exemplos de sucesso em diferentes áreas, de delivery à logística e telemedicina. 

Solução financeira para delivery

No Brasil, assim como em outros países, os aplicativos de delivery registram alta em pedidos e também recebem cada vez mais estabelecimentos e entregadores com interesse em realizar este tipo de operação. A Transfeera, fintech open banking que é especialista em soluções e tecnologia para o setor financeiro, registrou em sua plataforma de pagamentos e de validação de dados bancários, aumento de mais de 250% de validações de contas e pagamentos solicitados por aplicativos de entrega. Guilherme Verdasca, CEO da startup, afirma que o grande crescimento do atendimento via delivery, com empresas como iFood, Rappi, AiqFome, ClickEntregas, Eu Entrego, por exemplo, gerou uma crescente na necessidade validação de dados e de pagamentos para estabelecimentos e entregadores dessas plataformas. A fintech conquistou recorde de pagamentos em meio a crise, superando a marca de 30 mil pagamentos e validações por dia, vale ressaltar que todos os funcionários estão trabalhando em home office. Para o futuro, a startup almeja se tornar um marketplace banking, atualmente com foco em dois produtos: validação de dados e pagamentos bancários.

Venda de seguro de vida por Whatsapp

O interesse por contratar um seguro de vida teve aumento diante da pandemia da Covid-19. O Google apontou crescimento de 4% no volume de buscas sobre o tema entre março e abril, com relação aos mesmos meses do ano passado. Na última semana de abril o crescimento foi ainda maior, de 8%. Com a quarentena, a tecnologia se firmou como grande aliada das seguradoras e corretores de seguro nesse momento de isolamento social. A plataforma de inteligência artificial da Insurtech brasileira O2OBOTS – “Segurobot” – está vendendo seguro de vida individual por WhatsApp e Facebook Messenger. Com o uso do sistema, a Previsul, empresa do Grupo Caixa Seguradora, registrou alta de 110% nas contratações de seguro de vida nos aplicativos de mensagem até a primeira quinzena de abril, enquanto a O2OBOTS registrou no fim do mês aumento de 167% no número de pessoas que iniciaram a jornada de contratação por meio de sua plataforma e, em março, teve faturamento 233% superior ao mesmo mês no ano passado.

Demanda de “Black Friday” na logística

Impulsionada pelo aumento de demanda no e-commerce, a Diálogo Logística –  empresa especializada em entregas de itens leves nas regiões Sul e Sudeste do Brasil – reporta números semelhantes somente às épocas de Natal e da “Black Friday”, período em que há maior volume de vendas no comércio eletrônico por conta das promoções e ofertas dos grandes varejistas nacionais. Em abril, a transportadora teve crescimento médio de 33% no volume de demandas diárias no comparativo com o mesmo período do ano passado. O percentual é quase duas vezes superior a elevação média para o mês de abril, normalmente na casa dos 12%. Ainda segundo a Diálogo, também em abril houve queda de 1% no número de casos de clientes ausentes durante a entrega dos produtos, sinalizando que as pessoas realmente estão ficando mais em casa. No período é verificado crescimento de pedidos nos segmentos do varejo (itens para casa e geral), principalmente nos setores de moda, vestuário e bebidas.

Atendimento médico remoto

Atenta às demandas do mercado, a Dígitro Tecnologia tem adaptado seus produtos e oferecido novas funcionalidades. Um exemplo disso é o Interact — pacote de aplicações digitais de Contact Centers para otimizar a atuação dos atendentes, unificando a comunicação — que apresenta uma nova funcionalidade voltada à telemedicina. A solução permite que a comunicação iniciada por chat, em diferentes plataformas, e transforme em vídeo de forma simples e facilitada pelo atendente. “Os profissionais de saúde podem promover orientação médica remota, avaliando o quadro clínico das pessoas para futuro agendamento de visita domiciliar rotineira ou de emergência. A funcionalidade ajuda, ainda, a eliminar filas e burocracias, além de prevenir a proliferação de doenças nos setores de emergência, causada pela aglomeração de pessoas”, explica Octávio Carradore, Diretor de Relações com o Mercado, da Dígitro. Além disso, existe a possibilidade de gravação das consultas, seja as iniciadas em chat ou em vídeo, em um sistema único e integrado, possibilitando análises futuras e promovendo maior segurança para os médicos e os pacientes.

Gestão de pessoas em alta

Se gerir equipes dentro do escritório não é fácil, a realidade do trabalho remoto e toda a sua adaptação do dia para a noite trouxe ainda mais desafios. Com os cenários mudando rapidamente a cada semana, é essencial que as empresas entendam o impacto do “boom” de informações nos trabalhadores, e como isso afeta diretamente nos seus níveis de ansiedade, produtividade e entrega de resultados. Foi pensando nisso que a Pulses, startup que tem soluções de clima organizacional medidos de forma contínua, criou o Termômetro de Crise, uma plataforma para ajudar empresas a medirem a experiência dos colaboradores durante a quarentena. E os resultados não poderiam ser melhores: a procura pelos serviços da startup cresceu em quase 7x neste período. “O aumento da demanda pela nossa solução demonstra o quanto os gestores estão realmente preocupados com seus colaboradores e agindo de forma mais assertiva nessa crise. Nós ficamos muito felizes em poder ajudar os empresários nesse momento, porque sabemos que a tomada de decisões rápidas e eficazes é essencial para a sobrevivência de muitas empresas nesse momento”, comenta Cesar Nanci, CEO da Pulses. 

ERP para micro e pequenas empresas

Buscando ajudar os pequenos e médios empresários a minimizarem os impactos gerados pela pandemia do coronavírus, a WK Sistemas, empresa de Blumenau referência em ERP (software de gestão de empresas), lançou o Pacote Anticrise WK. A iniciativa, que tem soluções tanto para quem já é cliente quanto para quem não é, conta com serviços como hospedagem de ERP na nuvem, controle de ponto digital e gestão eletrônica de documentos, e trouxe um bom resultado para a empresa: a WK cresceu 357% em clientes com hospedagem do ERP na nuvem e registrou um aumento de 10% no faturamento bruto no primeiro quadrimestre.
“Nós estamos diante de uma situação sem precedentes e entendemos que muitos negócios estão com dificuldades em virtude da crise instalada pela Covid-19. Nesse momento nós queremos ajudar principalmente as pequenas e médias empresas, que precisam de um software de gestão para organizar seus negócios, mas estão sem condições financeiras”, comenta Marcio Tomelin, diretor de Produto e Mercado da WK.

Veja aqui mais notícias do Falando TI.

Partilhe este artigo:
Share on Facebook
Facebook
0Share on LinkedIn
Linkedin
Tweet about this on Twitter
Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *